Analista explica por que queda do bitcoin pode trazer vantagens

Olga Neroda, editora do DeCenter.org, o maior portal russo sobre tecnologia blockchain e criptomoedas, disse que em 6 de fevereiro os representantes dos reguladores financeiros dos EUA discutiram com o Senado a regulamentação das criptomoedas, demonstrando um tom bastante otimista em relação ao assunto. Isso pode levar à recuperação do bitcoin.

“De novembro 2013 a janeiro 2015, o bitcoin perdeu 87 por certo do seu valor, caindo para 170 dólares (R$ 556). Isso não impediu que a moeda virtual tivesse atingido 20 mil dólares (R$ 65 mil) em três anos. Apesar de ter consequências negativas, a queda do preço da criptomoeda pode trazer vantagens. Ela pode ‘impar’ o mercado das pessoas que apenas querem lucrar com ela e tornar a moeda digital menos volátil”, explicou.

Segundo a especialista, levando em conta o nível inicial de desenvolvimento da tecnologia blockchain e do mercado de criptomoedas, é muito difícil fazer quaisquer previsões e planos.

“Por essa mesma razão é quase impossível implementar uma regulamentação adequada nesse mercado, algo que foi sublinhado por J. Christopher Giancarlo, presidente da Comissão de Negociação de Contratos Futuros de Commodities dos EUA (CFTC), que disse que ‘devemos respeitar o interesse da nova geração’ por essa nova tecnologia, mostrando uma abordagem pensada em relação à regulamentação do mercado”, concluiu Neroda.

Embora em 2017 o preço do bitcoin tenha aumentado mais de 20 vezes, no mercado de criptomoedas se observa uma grande volatilidade. Por exemplo, em 17 de janeiro, o seu valor caiu mais de 25% em apenas 24 horas. Em 5 de fevereiro, o preço do bitcoin caiu cerca de 15%, atingindo seu valor mínimo desde novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *